segunda-feira, 28 de abril de 2014

A Tour já começou!!!
Depois dos concertos no MEO Arena, o Seixal, tal como há 5anos, marcou o início da Tour 2014. Grande expectativa para ver o que nos espera longo do Verão. Antes do concerto a "Família Xutólica" juntou-se para tomar de assalto a primeira fila, onde se "vive" o concerto à nossa maneira. Chegar mais cedo implica conversa, nem sempre só Xutos, e desta vez o Benfica-Juve dominou.
Depois a Brigada Vitor Jara subiu ao palco para "abrir hostilidades" e aquecer o ambiente para os Srs Comendadores. Antes ainda, os inevitáveis discursos alusivos aos 40 anos da Revolução. É preciso não esquecer "Abril"!
Depois veio aquilo a que todos vinhamos. Abertura similar ao MEO Arena, mais curta como não podia deixar de ser, e "E Tù Também" para pôr logo ali a fasquia alta. O alinhamento foi, basicamente, o dos concertos do aniversário; 27 músicas e muita paixão, dentro e fora do palco.
Quem tem acompanhado os Xutos nestes anos mais recentes, 2 ou 3, nota-lhes uma atitude diferente, mais alegre, mais solta, mais com a malta cá de baixo. E isso é bom,; muito bom mesmo! Vermos a interacção do Tim com o público, o Zé, esse, sempre igual a si mesmo, tal como o Kalú, transmite outra alegria aos concertos, torna-os na festa que ansiamos que sejam. E o João a chegar-se à boca do palco para os solos, assumindo o protagonismo que o seu virtuosismo exige é, de certa forma, uma novidade que se saúda. Vê-se que disfrutam do que estão a fazer, duma forma que, se calhar, poucas bandas com a sua longevidade ousam fazer. Talvez porque não têm plateia a mesma paixão...
"Puro" proporciona pelas suas letras e pelo momento difícil que todos nós vivemos uma ligação ainda mais forte com a banda. Sentimos nessas letras a nossa voz bradada, protestando contra quem nos obriga a emigrar em "Da Nação", contra a nossa pobreza e incapacidade de pagar as coisas básicas em "Ligações Directas", mas também a nossa capacidade de amar em "Longe" ou os amores desavindos que se concertam em "(De madrugada) Tu e Eu"...
Hoje ir ver Xutos é ainda melhor e deixa uma maior vontade de ir ver o próximo. Que venha ele!

Fernando Sampaio  (28-04-2014)

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

EXPOSIÇÃO "O ATENEU HOMENAGEIA OS 35 ANOS DOS XUTOS"




Chegou ao fim a mostra de memorabilia que tive o prazer, conjuntamente com a minha filha, de organizar para a minha colectividade, o Ateneu Popular de Montijo.
Talvez ainda seja cedo para balanços, portanto não vou avaliar o sucesso que o evento teve ou não; isso caberá a outros. Ficarei grato se algum dos que por lá passaram e não assinaram, deixando a sua opinião, no Livro de Honra, que pomos à disposição em todos os eventos que o Ateneu organiza, o faça aqui. E não tenham receio de dizer mal, se acharam que a "coisa" estava mal.
Aquilo que aqui me traz é mais um agradecimento aos que colaboraram emprestando peças, aos que não o fazendo nos disseram porquê, mas também aos outros, aqueles que num determinado momento disseram sim e depois se "esquivaram", certamente com muito boas razões, mas que as podiam ter exposto; afinal ninguém é obrigado a nada que não queira. Interpretei isso como sinal de desconfiança na nossa capacidade para levar este desafio até ao fim. Deram-nos mais força. Obrigado, também, por isso!
Mas o que verdadeiramente me "lixou" foi a tentativa de boicote (não consigo encontrar outro termo) de determinada pessoa que até foi, talvez, a primeira a ter conhecimento da nossa intenção, decorria o mês de Março do ano passado! Depois duma carta da colectividade, seguiram-se "n" telefonemas e outros tantos adiamentos duma resposta...
Ainda continuo à espera do telefonema que mandou dizer me faria a dar notícias do pedido que foi feito. E nem era nada que o envolvesse a ele ou pertences seus!
Veio quem achou que mereceria a pena vir; ajudaram-nos aqueles que em nós acreditaram; a esses, repito, estamos gratos!
A pergunta que mais frequentemente me foi posta foi se os Xutos iam passar por lá. Nunca pude responder de forma conclusiva, porque... continuo à espera do tal telefonema! E bastava ter dito não...
Para terminar, digo que já tenho bilhete para o MEO Arena (oferta da filhota) e lá estaremos dia 7 de Março para cantar e saltar, comemorando os 35 anos dos Xutos!
Afinal, fomos nós que começámos os festejos!...
Duma coisa não vou desistir, não importa o tempo que demorar: ter um dos cartazes da exposição autografado pelos cinco!
Fernando Sampaio. 

domingo, 19 de janeiro de 2014

Isto de irmos em família acompanhando os Xutos, sempre que há disponibilidade de "tempo" (tempo é dinheiro, já dizia o "outro!), tem-nos revelado um magnífico grupo de pessoas com as quais vamos construindo um excelente relacionamento. Somos os autodenominados Xutólicos, que se juntam horas antes dos concertos. Aproveitamos para umas conversas, que vão bem para lá da música e dos Xutos. Somos umas dezenas, ora estão uns, ora outros e no final já se instituíu a foto da família. Assim como fazem os políticos, mas em bom!...
Quando lançámos o desafio para a exposição que o Ateneu Popular de Montijo têm patente, houve um que imediatamente respondeu presente. Dias antes da inauguração lá estava ele carregado de preciosidades, talvez os seus bens mais queridos, disposto a emprestar, mas, simultaneamente, muito receoso que alguma coisa se pudesse perder. Lá o convenci que as coisas ficavam em segurança...
Já nos tinhamos encontrado de modo muito esporádico, num espectáculo dos "Gritos Mudos"; nada que desse para firmar qualquer opinião, pelo menos a que dele tenho hoje, depois de termos conversado umas boas 3 horas.
Quem o vê não deverá ficar com a melhor das impressões: de gorro sempre na cabeça, tatuagens por tudo quanto é corpo visível, exibindo, sempre orgulhoso, a sua paixão pelos Xutos. Claro que a T-Shirt e o mítico blusão completam o visual.
Agora digo com satisfação que tenho mais um amigo entre os Xutólicos. Este não é dos chegam horas antes e se põe à conversa; normal é chegar atrasado, já com o concerto a decorrer. Mas é PURO, com uma sinceridade, quase ingenuidade, que, acharão alguns, é pouco própria da sua idade. Não tem vergonha de expôr algumas das suas fraquezas, pedindo desculpa por elas como se sentisse que está a incomodar. E não está!
É sincero e genuíno e gosto de pessoas assim!
Continua assim, JORGE GIGANTE; continua a seres tu mesmo!!

Fernando Sampaio

domingo, 5 de janeiro de 2014

















Estas são algumas fotos da inauguração da exposição que, para o Ateneu Popular de Montijo, tive o prazer de preparar, conjuntamente com a minha filha Ana. Aqui se homenageia os Xutos pelos seus 35 anos, através da memorabilia de vários fãs. Tivemos o prazer de ter a presença do Jorge Gigante, já um ícone entre os fãs, tal é o espólio que possui!
A exposição vai até 2 de Fevereiro, de 2ª a 6ª das 20,30 ás 23 horas; aos fins de semana das 16 às 23 horas. Só falta mesmo que apareçam para tornar maior a nossa homenagem.

Fernando Sampaio